12 de janeiro de 2009

A oração de Jabez

Fui convidado a ministrar em uma de nossas congregações onde preside um pastor que me ensinou muito: Simpliciano Mattos. Ele é muito simples, faz juz ao nome que tem...
O livro de Cronicas é como se fosse uma "ata real", onde eram escritos os acontecimentos importantes na história de um reino, no caso aqui, Israel. Nele também se relatava genealogia, que nada mais é que a àrvore genealógica de uma pessoa,ou nação.

Jabez, cujo significado é "o que causa dor" poderia ser mais um nome, não fosse por uma particularidade que o tornou "mais ilustre do que seus irmãos", a saber: ele era homem de oração - talvez porque sua vida fosse muito sofrida, a começar pelo seu nascimento(pois a Bíblia diz que ele causou muitas dores à sua mãe na hora do parto) ele logo descobriu o a importância e o valor do diálogo com Deus.

O cronista poderia ter apenas escrito seu nome como qualquer um outro, mas o testemunho de Jabez falou mais alto. Isso levou o escritor a louvar o nome do Deus de israel escrevendo algumas peculiaridades sobre a vida de Jabez, concernente a uma oração que ele fez.

Jabez foi um homem que chamava a atenção no seu comportamento e em tudo o que fazia;ele foi bem sucedido, abençoado e a essas pessoas Deus responde as petições,e nunca são esquecidas pelos que as observam, como o cronista...

Em meio as grandes centros urbanos,empresas,e reuniões por onde tenho passado, em virtude da natureza de meu trabalho secular, vejo pessoas preocupadas com o dia de amanhã, sentadas nas praças, com calculadora; cabisbaixas, estressadas por causa de um sistema capitalista escravizante.

Isso,naturalmente, tem atingido a igreja de Cristo. Mas Deus quer nos tornar diferentes por seu filhos Jesus Cristo.

As vezes nós nos sentimos mais um em meio a multidão;com nossas dívidas,anseios, preocupações,aborrecimentos, conflitos familiares etc.

Mas Deus quer tornar-nos mais ilustre do que certos irmãos que com Ele não querem compromisso. Jabez - o nobre hebreu - descobriu que o compromisso com o hábito da oração seria um diferencial em sua vida, portanto, tornou-se um referencial para a sociedade em que vivia, fazendo as petições com propósito verdadeiro. O cronista da época poderia ter apenas escrito seu nome como qualquer um outro, mas o testemunho de Jabez falou mais alto. Isso levou-o a louvar o nome do Deus de israel, escrevendo algumas observações pessoais e enfatizações acerca de alguns pedidos e peculiaridades de sua vida, sobre o que refletiremos logo abaixo:

Aquele que exercita a prática da oração, reflete a luz de Cristo - a lâmpada de Deus.


Em meio à multidão haverá sempre aqueles que se destacarão, pois algum segredo há com o indivíduo, muito embora na maioria das vezes ele não consiga explicar. Um dia o sr. Abravanel, mais conhecido como Silvio Santos (o homem do Baú ), disse: "se me perguntarem o que é comunicação, eu não saberei explicar, só faço o meu trabalho." A convivência mostra-nos uma série de exemplos como esse. Bom, com relação a obra de Deus existem alguns critérios, a saber: observação, vigilância, oração e conhecimento da Palavra de Deus que se resumem na famosa frase: "temor ao Senhor".
A oração tem sido na experiência da prática cristã, como um igrediente essencialíssimo à uma vida abençoada. A começar alicerçando uma base espiritual na vida do crente para que, estando bem resolvido espiritualmente, o indivíduo encontre-se capacitado a conquistas infindas, segundo o desejo do coração de Deus para sua vida, conjuminado com seus anseios. O maior interessado em nossa realização é  o próprio Deus. Quando agradamos ao Senhor, Ele concede o desejo de nossos corações. O reflexo da lâmpada de Deus é tão somente isso: fazer com que Ele se agrade de nós, em nossos pensamentos, atitudes, que levam-nos ao louvor e agradecimento pelo e para os bons resultados – apesar das sofríveis provas que viermos a entrentar- que ele nos ajudará a obter.
A bênção do Senhor enriquece aquele que ora com fervor

"...se me abençoares muitíssimo..." Em outra parte das Escrituras o profeta Jeremias diz que os pensamentos que Deus tem a nosso respeito são pensamentos para o bem e não para o mal. Todos nós precisamos de bênção para viver; a começar da própria existência, precisamos reconhecer as bênçãos do Senhor em nossas vidas, sejam as menores e mais inexpressivas características e adjetivos que qualificam nosso eu. O enriquecimento dado pelo Pai celeste não é meramente econômico-financeiro, e sim, muito mais amplo. Tudo começa com o relacionamento através de uma comunicação aberta: a oração.
"... e amplificares os meus termos..." Apesar do termo prosperidade ser visto de maneira tão mediocre   (pois quando se fala nisso, a esmagadora maioria das pessoas já pensam em dinheiro,carros, casas...), Deus tem e quer dar-nos do melhor desta terra; afinal foi isso que Ele disse pelo profeta Isaias a Seu povo Israel: "se quiserdes e ouvirdes, comereis o bem desta terra." Por adoção também somos o Israel de Deus. A questão leva-nos a uma dupla interpretação da condição do servo-não-alcançado: acomodamo-nos a uma situação e não desejamos profundamente a mudança e ampliação de nosso termos ou não aplicamos os preceitos básicos do cristianismo em nossas vidas com relação a administração, semeadura, santificação, e propagação do reino de Deus. Conclusão:  NÃO QUEREMOS E NÃO OUVIMOS.
Deus tem demonstrado em sua palavra e através da história da igreja que tem compromisso com pessoas de visão que levam seus propósitos em oração.

O homem é conduzido por Deus em segurança, quando ora com o coração.

"...se com tua mão me conduzires..." É muito ruim perdermos tempo na vida. Um caminho errado, uma direção errada; falta de aconselhamento numa situação determinante na vida... enfim, são coisas que nos consomem tempo e se constituem a causa de muitas frustações e fracassos. A vida sempre se mostrou prática para os humanos; precisamos ser mais assertivos e para isso precisamos dos cuidados e direcionamentos do Senhor. Lemos nas Escrituras que devemos entregar nossos caminhos ao Senhor e confiar nEle e das demais coisas Ele se encarregará. A oração com sinceridade (oração com o coração) é uma eficiente forma de comunicação e entrega do homem para com o Criador.
"...se no dia da aflição não for afligido..." O salmista já dizia que aquele que mora e se proteje nos esconderijo do Deus elevado, descansa à Sua sombra e nenhum mal o alcança, antes, será cercado de pastos verdejantes.
"...e Deus lhe concedeu o que pediu..." O apóstolo Tiago disse que não se obtém de Deus as respostas de orações egoístas, por não ser um pedido sábio. Quando pedimos para um envaidecimento do ego, sem próposito que resulte para honra e glória do Senhor Deus, incorremos num fatídico risco, - se não mudarmos nossos conceitos - de sermos mais um pedinte frustrado. Em continuando assim, não obteremos respostas para nossas orações. O salmista Asafe, após buscar da parte de Deus conselhos, ao entrar no lugar santíssimo através da oração, disse que uma das diferenças entre aquele que teme a Deus e o que não teme é justamente a condução, direção e aconselhamento que o Senhor lhe dá, e depois a recepação em glória.


Em Cristo,




2 comentários:

Letii, apaixonada por Deus. disse...

A oração é um momento que concerteza nos faz ter mais intimidade com o Senhor...

Que Deus abençoe esse blog, em nome de Jesus.

Beijos

Deus Opera Maravilhas disse...

Irmão, lendo com mais atenção sua postagem sobre Jabez, senti em meu coração que precisao " ampliar meus termos", que bom ler sua reflexão, gostei muito.
Deus o abençoe.

"Não pare no visivel."